quarta-feira, 31 de julho de 2013

*As aulas maravilhosas, apaixonada pelo violino, a conversa que alivia, o ruim de ser dv, feliz, o casamento do ano, o artigo dela.***

Ooies meus amores! Ééééé, esta blogueira que vos fala, deu uma sumidinha
né?  Mais é que a mocinha aqui teve alguns probleminhas, mais em fim,
preciso postar.
Julho ja está no fim, e eu ia vir aqui antes, mais nunca dava.
Mais agora da, eu só não sei por onde começar.
No último post do blog, vocês puderam ver, a homenagem que a Dorinha fez
pra mim.
Ela é perfeita, e nosso dia 13 foi mais do que perfeito.
Eu vou deixar aqui, a introdução do projeto que ela está realizando em
um abrigo da cidade de Paulínea, São Paulo:

Introdução--
Neste trabalho serão apresentados, aspectos teóricos e práticos, a
partir de um estágio realizado.
Com suas devidas observações e conclusões, afim de que seja compreendido
qual é a verdadeira temática de uma casa de transição, e qual é o papel
do psicólogo dentro desta instituição.
Meu estágio teve início no dia 22 de Março de 2013, e eu ainda não
conhecia esta instituição, mas sabia a respeito de sua existência na
cidade de Paulínia, e acreditei que este seria um campo maravilhoso para
esta gear na área jurídica.
Quando cheguei à instituição, fui muito bem recebida por todos os
profissionais, que me explicaram a respeito do funcionamento do local, e
também falaram a respeito das crianças que estão abrigadas.
Senti-me totalmente à vontade para trabalhar com eles, apesar de contar
com a minha deficiência visual como um obstáculo a ser quebrado, pois eu
não sabia como eles reagiriam.
No segundo dia que eu estive na  instituição, já pude sentir que este
estágio me acrescentaria uma grande bagagem não somente falando a
respeito de termos teóricos, mas sim de questões práticas, pois  estar
em um abrigo, é aprender a partir de cada experiência relatada por meio
das crianças que por sinal, me receberam super bem, e foi assim que
iniciei meu estágio, a fim de criar vínculo com os mesmos,  e agora será
desenvolvido um projeto, guiado por meio de observações brincadeiras que
serão realizadas com os mesmos, para que assim possamos enxergar o
mundo, com outros olhos.
A base do projeto serão as emoções expressadas a partir de atividades
simples como uma dança, uma brincadeira, uma história que é contada e
necessita de interpretação, um desenho feito com um tema livre, e etc.



Teoria.

Pretendo apresentar neste capítulo, toda a base teórica que está ligada
a este trabalho, que tem como objetivo principal, trabalhar com o corpo,
e descobrir através de brincadeiras, a que tipos de sensações e
percepções estamos submetidos, e decidi enfatizar primeiro, os nossos 5
sentidos, para depois frisar o que a falta de um deles pode proporcionar
a vida de um indivíduo.

Atividades.
Pretendo neste capítulo, abordar quais serão às atividades desenvolvidas
durante a realização deste projeto, e quais tipos de materiais serão
utilizados durante a execução das mesmas.
Serão desenvolvidas, atividades que estimulem os nossos 5 sentidos, que
são:
1º Ou fato.
2º Tato.
3º Paladar.
4º Visão.
5º Audição.
Também serão realizadas algumas atividades, que proporcionem  a todos os
participantes, experimentarem sensações diferentes, afim de que relatem
quais foram os sentimentos percebidos, a partir da ocultação de um dos
nossos sentidos como por exemplo, realizar um desenho com tema livre, de
olhos fechados.
Ao abrirem os olhos, todas as crianças poderão visualizar aquilo que
desenharam, poderão relacionar o conteúdo presente no papel, com aquilo
que elas imaginaram estar desenhando, e assim serão descritas suas
percepções, a respeito de realizarem um desenho, sem contar com a visão,
que é um recurso essencial para este tipo de atividade.
Também poderão adivinhar qual é o objeto que possuem em mãos, sem
visualizá-lo.
Contando apenas com a percepção tátil.
Se este objeto tem forma quadrada, triangular, retangular ou redonda,
Se é áspero ou liso,
Se é quente ou frio,
Se é de plástico, de papel ou de vidro.---

Este projeto se chama Enxergando o Mundo com Outros Olhos, e com certeza
fará uma grande diferença não só nas vidas das crianças, que poderão
perceber coisas, que elas ainda não percebem, e vão aprender algo novo,
a partir de experiências totalmente lúdicas, mais também na vida de
todos aqueles que de alguma forma estarão envolvidos em tudo isso..
Eu amei este projeto, e quem dera que em todos os lugares ele fosse
desenvolvido.
E o bom disso tudo é que ela tirou 8 em psicologia jurídica e em
psicanálise.
Foi super bem!
Também, gente inteligente é assim mesmo.
Quando crescer quero ser como ela.
Depois os meus dias seguiram a sua total normalidade, e no fim do mês eu
fiquei sem internet, e isso me deixou extremamente brava.
Mais graças a Deus agora tudo foi resolvido.
__________Violino, a aula perfeita.__________
Gente, no dia 04 de Julho, depois do culto, eu acabei ficando batendo
papo com o pessoal da igreja, e eu acabei conhecendo o Alberto, um
professor de música, que ensina vários instrumentos, tais como, teclado,
violino, violão, bateria, e canto coral.
Daí papo vai, papo vem, eu disse que eu sempre tive vontade de estudar
violino, mais por conta de ser uma aula muito cara, eu não teria
condições de fazê-la.
E também é muito difícil encontrar um professor que tope dar aula pra
quem é dv.
Eu ja passei por essa experiência antes, e é bem frustrante você ouvir
algo do tipo:
"Mais como que eu posso dar aulas pra você?
Você não enxerga.
Isso acaba com a gente, mais enfim, o Alberto topou me dar aulas, e a
minha primeira aula foi no dia 13/07.
Eu jamais vou me esquecer deste dia.
Foi uma aula mais do que perfeita, foi especial.
Eu consegui absorver tudo o que ele me passou, e logo de cara, aprendi
uma parte de uma canção.
Foi a 9ª Sinfonia de Beethoven, todo mundo conhece.
Ele foi super atensioso comigo.
Me mostrou como eu deveria segurar o instrumento, me mostrou como eu
deveria manusear o arco, enfim, facilitou a minha vida.
E nós trocamos autas figurinhas sobre o instrumento, e outros assuntos
também.
Apesar dele ser um pouco exigente, eu amei esta aula.
Eu gosto de professor que é exigente. Não gosto de quem fica achando que
a gente é coitadinho e etc.
Eu fiquei simplesmente apaixonada, alucinada, maluca pelo violino.
O som é perfeito, e a paz que ele transmite a todos que o ouvem é
perceptível, e nos deixa totalmente relaxados.
Espero ser uma boa violinista.
A partir desta aula, eu pude ter mais confiança em mim, e pude acreditar
que eu posso conseguir tocar bem, se eu tiver força de vontade, e
estiver disposta a isso.
Eu aprendi a ver mais além dos meus próprios limites.
E eu vou conseguir sim tocar bem, eu quero e eu acredito nisso!!!!
Nós tivemos duas aulas.
Não tivemos mais, pois houveram alguns probleminhas.
A minha aula de ontem foi perfeita!
Estou quase tocando a música inteira, ehehhhehehehehheeh!
E ainda ganhei elogios do prof, ganhei meu dia!

_______A conversa que alivia o coração.______
Bom galerinha, apesar do frio que anda fazendo por aqui, esses dias eu
tenho ido a igreja sempre sabe.
E ontem, eu fui pro ensaio dos jovens, onde Deus fez maravilhas, fez
coisas incríveis e inacreditáveis la.
Foi perfeito!
Daí depois que terminou tudo, eu precisava conversar com a Léia sobre
algumas coisas relacionadas à minha pessoa.
Daí gente, a nossa conversa foi super longa, e ela conseguiu me
entender, coisa que é raro de se acontecer, pois geralmente as pessoas
não entendem nada, só julgam.
Claro que nem todas são assim, conheço várias que não são, mais grande
maioria das pessoas, só querem saber de ficar fofocando sobre a vida
alheia, por isso que eu não conto minha vida pra quase ninguém.
Mais ontem foi necessário eu contar algumas coisas.
Essa conversa me fez super bem sabe, me senti bem mais aliviada depois
que conversamos, e ontem eu realmente percebi que ela não é só a minha
líder dos jovens, mais ela poderá vir a ser uma amiga que eu ganhei.
Só sei que depois que eu voltei pra casa, super tarde por sinal, eu orei
a Deus, e o agradeci pela conversa, que aliviou meu coração, e que me
fez sentir que mais uma amiga eu ganhei.
Isso não tem preço pra mim.
__A dependência de um olho alheio.__
Gente, uma coisa que me deixa muito triste é depender das pessoas que
enxergam.
Principalmente se essas pessoas são da sua família.
Fim de semana passado, eu precisava de um olho, pra olhar uma coisa em
um site aqui pra mim.
Daí vai a Fernanda aqui pedir o povo pra ver o que eu queria.
Eu acabei conseguindo a ajuda que eu precisava, mais quantas vezes eu
ouvi algo do tipo:
"Poxa, mais tem que ser agora?
Eu estou ocupado (a)
Estou vendo minha novela.
Não posso perder o jogo de hoje.
Ô, mais você não disse que sabe mexer em pc, se vira la.
Peça ajuda pra alguma amiga, sei-la..
Eu não posso ajudar agora.
Não tenho tempo.
Ouvir essas coisas me deixa super chateada, apesar de ja ter aceitado a
minha cegueira.
Mais a pior parte, é depender das pessoas, que nem sempre estão
dispostas a nos ajudar.
Por isso que eu procuro ser o mais independente possível, mais nem
sempre da pra ser assim.
É muito mais fácil o povo da rua ajudar do que alguém de dentro de casa,
isso eu ja comprovei.
Mais pô, não custa nada ajudar, custa?
Só que grande maioria das pessoas que tem algum deficiente na família,
(seja ele visual ou não), acha que nós somos totalmente
auto-suficientes, mais não é assim né gente.
Existem muitas coisas, que ainda não são acessíveis a nós, mais as
pessoas não entendem, ou não querem entender nada.
Espero eu que um dia as pessoas mudem né.
___Finalmente, o casamento no civil aconteceu.___
Eu estou muito feliz, pois no sábado, dia 27/07 a minha irmãzinha
finalmente se casou no civil!
Eheheheheehehheeheheheheh!
Fiquei radiante quando soube da notícia, e mais feliz ainda eu fiquei,
ao saber que ela e uma irmã do Fernando conversaram, e puderam colocar os
pingos nos ís, e resolverem as pendências de anos e anos.
Isso era uma coisa que fazia um super mal pra Dorinha, e eu sei disso.
Agora, espero eu que as coisas melhorem, e que todos eles possam
conviver em boa harmonia, pois viver inferninho com família é péssimo,
machuca todo mundo, e sufoca demais.
Agora faltam poucos dias pro tão esperado casamento no religioso.
Vai ser dia 13/09.
Eu é lógico, dei meus parabéns a ela, pois eu torço muito por esta
união, que apesar dos inúmeros desafios que enfrentou, está aí de pé,
firme como uma rocha, provando pra todos que duvidavam, que o amor entre
eles realmente existe.
Feliz pelo casal do ano!!!
Bom galerinha do bem, por enquanto é só isso.
Logo mais eu volto, pra contar das últimas.
Beijos e fiquem com Deus.

4 comentários:

dorinnha radashy disse...

ee fer...... que post grande..... mais essa da léia eu não sabia, mais fiquei feliz. ela pode ser um super consolo pra vc. quanto ao violino eu sabia, e ja até te dei parabéns. isso foi perfeito. eu sabia que vc ia arrasar. quanto a olho alheio, é sempre foda. mais se web visun servir envez de olho, conta com o meu aqui. fiquei sengraça no fim do post, mais obrigada pela torsida. beijos!

Fernanda!!!! disse...

Ee garota.
Sê adora me deixar vermelha, né?
Vc sempre me da forças, sempre me ajuda, vc é meu anjo sem asas.
Obrigada por toda a força que vc está me dando em relação ao violino, quero tocar tão bem quanto a minha tia.
Aa, talvez seja bom essa história da Léia né, vamos ver.
Eu sou muito desconfiada e vc sabe.
Mais foi preciso eu contar algumas coisas pra ela.
ee, nem precisa ficar sem graça.
Eu torço por vc sempre, e se o Fernando é a sua felicidade, então ele também me deixa feliz.
Bjsssss.

Estrelinha disse...

oiee fer, eu te dei forças quando me contaste, e continuo dando!!! vai ser a melhor tocadora de violino.
eu era como você antes de aprender teclado, juro que no início deu medo é estranho.
hoje eu choro porque não posso mais continuar a aula. só depois que eu terminar a facul, e tiver trabalhando pra pagar aula de teclado é cara também.
acho que todos instrumentos musicais precisa desenbolçar uma boa grana.
aproveite. e quanto a olho amigo é complicado mesmo.
eu ainda tou tentando aprender com o web visiun. infelizmente só tive um bom resultado até hoje.
mais vamos ver...

Fernanda!!!! disse...

Obrigada pela visita Cah. Obrigada pelos parabéns, e realmente aulas de instrumentos musicais são caras pra caramba. Sorte que pra mim é de graça, pelo menos la na Igreja. É, contar com olho amigo é foda, mais que a gente pode fazer, se a nossa carteirinha de Dv não vence? Só da pra esperar.
Bjssss.