sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

A Ignorância do Ser Humano.

Oieeee queridos amigos que visitam esse blog. Hoje eu passo aqui para expressar a minha indignação a respeito da ignorância dos seres humanos.
Mais antes de escrever sobre minha indignação eu conto que apresentei o trabalho do documentário na escola, meu vídeo junto com mais 9 pessoas da minha turma e de outra turma ficou perfeito. Com certeza merecemos um 10, só pelo trabalho que tivemos para realizá-lo que não foi nada fácil, pois tínhamos que recolher depoimentos, editar o vídeo, colocar músicas etc.
O documentário se chama "Assim é o meu Lugar" e fala de uma comunidade daqui. Esse documentário foi muito bom de fazer porquê nós não tínhamos idéia de como se fazia um, nem sabíamos por onde começar, mais fizemos roteiro, questionário de perguntas, dividimos as tarefas e no final tivemos a certeza de uma missão cumprida.
Depois disso eu fui cantar uma música muito linda junto com a Ingrid que se chama "Ainda que a Figueira não Floreça" do cantor gospel Fernandinho, ficou muito bom adorei ela.
Depois eu recitei a poesia "Mãos Dadas" de Carlos Drumond de Andrade e até ganhei um elogio da profe de português.
Depois eu fui até ao Instituto Braille pra almoçar. Mais o querido motorista do 241 me deixou um ponto depois. Tive que descer na Prefeitura e voltar andando. Andei um pedação. Sorte que uma senhora super gente boa me ajudou. Ela se chama Dores, gostei dela, e pude perceber através dessa ajuda dela que se dispôs a andar aquele pedaço todo comigo, não se importando em estar a espera de seu ônibus que o ser humano pode sim se importar com os outros e se colocar no lugar dele. Também gostei da forma que ela me conduziu, porquê as calçadas estavam cheias de poças de água por causa da chuva, mesmo ela não sabendo como guiar um cego ela me guiou super bem, me desviando dos obstáculos em meu caminho. Fomos conversando até chegar ao meu destino, assim minha caminhada pareceu diminuir pois estava em uma compania agradável.
Após me despedir da Dores eu almocei no Braille como ja é hábito e peguei um outro ônibus pra me dirigir a Biblioteca Pública Estadual onde vou constantemente.
Ao descer do colteivo eu estava caminhando em direção a faixa de pedestres. Eu parei no meio do caminho pra prestar atenção porquê a calçada não tem referência pra nós cegos acharmos a faixa não.
Quando me aparece uma mulher vinda do ponto de ônibus que chega perto de mim e fala:
"Você não sabe andar sozinha não? Precisa fazer mais aulas em".
Gente, isso me irritou ao extremo. Como uma pessoa pode falar assim com a outra. Ela deveria ter se posto no meu lugar pra ver as dificuldades que eu tenho em ruas e avenidas que não tem uma boa calçada.
Depois ela foi comigo até a faixa e disse:
"Pronto, ja chegou, espera o sinal fechar e vai".
Fiquei indignada com a atitude dessa pessoa que nem me dei ao trabalho de perguntar o nome, porquê ela não vai acrescentar nada de positivo em minha vida.
Eu fico me perguntando:
"por quê as pessoas não páram pra se colocarem no lugar dos outros?".
"Será que isso é tão difícil assim?".
Hoje em dia os seres humanos não estão se pondo no lugar de ninguém, preferem mais cuidarem de si mesmos, esquecendo que eles precisam dos outros, porquê todos nós precisamos de alguém, ninguém vive sozinho não.
O que me deixa mais indignada é ver que algumas pessoas não enxergam isso, não sabem se pôr no lugar dos outros.
Mais eu agradeço por ter colocado a Dores hoje no meu caminho porquê se não fosse ela nem sei como eu faria pra chegar ao Braille.
Agradeço a Deus também por sempre não me deixar esquecer que eu dependo dos outros, que eu não sou nada nem ninguém sozinha, por sempre colocar anjos na forma de seres humanos em minha vida.
Obrigada Senhor. Obrigada por colocar anjos em minha vida, quando eu estou precisando o Senhor sempre envia teus anjos até a mim.
Obrigada também por minha famíli e por meus amigos.
E obrigada por eu não esquecer que eu não sou nada sem ter alguém do meu lado.

8 comentários:

dorinnha! disse...

Oi ferzinha!!!!! pra mim é um orgulho ser acolhida pelo seu blog, que começou ontem, depois de lutarmos em busca de um olho, mais ta bom. pelomenos você conseguiu o que queria. um espaço pra chamar de seu. e isso que você disse é mesmo muito importante sabe. as pessoas não se voltam umas para as outras, não querem nem saber se o outro precisa de ajuda, e o que elas vêem, elas julgam. que nem essa doida aí que foi falar que vc não sabia andar. ela disse isso, só pelo fato de ter visto você parada, e não era porquê não sabia andar, mais sim porquê estava em busca de uma referênsia. é difícil as pessoas comprienderem o mundo dos deficientes. seja qualquer uma delas: visual, mental, física, e etc. as pessoas são leigas, e fazem de sua visão, uma verdade. que nem tem gente que fala pra mim na rua: vc não pode andar sozinha, e se eu tivesse um filho assim, ele jamais ia sair. isso é uma opinião, mais não é a verdade. pois eu ando sozinha pelo meu bairro, pela minha cidade, pelo meu país se eu quiser, ou se for nescessário. eu só preciso ter duas coisas em mãos. duas não, melhor dizer 3: a 1ª é educação. a 2ª é uma bengala. e a 3ª, é um agradessimento, a quem se pré dispõe a me ajudar. você não concorda ferzinha? pq cego mau educado e ingrato ninguém merece. tendo essas 3 coisas, eu vou aonde eu quero, com a proteção de deus, que sempre coloca alguém pra nos ajudar. eu ja ando sozinha a um tempo, e isso é uma pura verdade. existiram dias em que eu esperei muito pra atravessar, fiquei pensando que não ia sair mais dali, e saí. moradores de rua ja me levaram, crianças, idosos, e até cadeirantes. segurei na cadeira deles, e fui embora. todos deveriam pensar que ninguém vive sozinho nesse mundo não fer. ainda bém que existem pessoas como vc, q fazem esse tipo de reflexão. beijos fer..... falei demais ja. kkk. sua maninha. dorinha.

Anônimo disse...

olá fernanda!!!! fiquei feliz em ler tua postagen, e ver que ainda existem pessoas dispostas a ajudarem aqueles que nescessitam. também me sinto feliz durante todas as vezes em que me ocorrem situações como esta vivida por você. quanto a opinião emitida pela 2ª pessoa que crusou teu caminho, só tenho a dizer que esta, não merece nenhum tipo de comentário. julga uma determinada situação pelo parecer, e não pelo ser. e pessoas assim como esta, existem aus montes. o que resta fazer, é seguir sempre em frente, descartando as palavras que não lhe servem como apoio, nem como motivação. guarde no seu coração apenas a ação realisada pela senhora dores. e foi muito bonito ler que você agradesse a deus pelos que lhe estendem a mão. e saiba tu que ele jamais lhe deixará desamparada, independente do lugar para onde for.
beijos.
ana paula M Santos.

Fernanda!!!! disse...

Oieeeeee maninha.
É verdade, depois de tanta luta ontem finalmente esse blog saiu.
Muito obrigada pela ajuda em, sei que ja te agradeci, e vc fala que não precisa disso, mais precisa sim poxa.
É assim como vc disse mesmo, se vc tiver essas 3 coisinhas vc poderá viajar pra onde quiser.
Eu também não ligo pra quem ta me ajudando não, seja criança, idoso, cadeirante, morador de rua, o quê importa é que ele está dando um pouco de seu tempo para ajudar ao próximo.
E eu tenho que agradecer mesmo a Deus por colocar sempre pessoas pra me ajudarem pq vida de dv não é fácil e vc sabe.
Beijão maninha.

dorinnha! disse...

ô se sei fer................... não é fácil, mais quem sabe as pessoas não tomam conciência, e resolvam ser tão humanas quanto a dores, ou quanto a ana? ehehehe, eu sei q eu sou suspeita pra falar, mais vc sabe que ela é coraçãozão, e ajuda todo mundo, principalmente eu aqui. e o bom de tudo é q ela não deixa a gente bater em nada kkk.... beijão fer.

Fernanda!!!! disse...

É verdade maninha.
A Ana é mesmo coraçãozão, ajuda a todo mundo, não ligando pra classe social, deficiência, religião etc.
Felizes são os que tem o privilégio de conhecer esse ser humano maravilhoso que é a Ana.
Beijão pra vc e outro pra Ana.

dorinnha! disse...

ééeé.... conhecer pode, levar pra casa nem a pal. como diz meu neném: o olho da mamãe chama Ana Paula. kkkkkkkkk essa bruna é terrível. beijo fer, tamo prolongando demais o papo.

AmigoLeilson disse...

disseste bem garota
infelismente ainda existem pessoas que não consegue enchergar com os olhos da cencibilidade, e do amor ao próximo, visto que ele tem se tornado cada vez menor.
mais pouco nuns emporta essas pessoas, pois DEUS nuns ama tanto e sempre nuns capacita para vencer.
também clacifico a nececidade de construirmos verdadeiras amisades, como uma nececidade real, por mais que seja complexo.

forte abraço do Leilson

AmigoLeilson disse...

disseste bem garota
infelismente ainda existem pessoas que não consegue enchergar com os olhos da cencibilidade, e do amor ao próximo, visto que ele tem se tornado cada vez menor.
mais pouco nuns emporta essas pessoas, pois DEUS nuns ama tanto e sempre nuns capacita para vencer.
também clacifico a nececidade de construirmos verdadeiras amisades, como uma nececidade real, por mais que seja complexo.

forte abraço do Leilson