sábado, 16 de junho de 2012

Um texto meu.

Me sinto bem.
Mais as vezes me sinto impotente.
Queria apagar do rosto daquele (A) que eu tanto amo todo o resquíceo de
dor, angústia, sofrimento, lágrimas, desesperança.
Queria ser como uma fada, que com uma varinha de condão consegue fazer
desaparecer todas as dúvidas, dores, medos, inseguranças.
Queria ó Deus ser como o fogo, que protege ao cair do frio.
Queria ser ó Deus como uma nuvem, que protege ao entardecer.
Queria ser como uma doce brisa, que transmite calma.
Queria ser tão suave como uma rosa.
Queria que o meu abraço fosse tão caloroso como o de uma mãe.
Queria que a minha voz, fosse tão pura e tão suave como o cantar dos
pássaros.
Queria que com um murmurar de minha voz todos os problemas
desaparecessem.
Queria voar, como uma bela borboleta, para estar junto a ti, e poder
assim confortar-te quando tu só pensares em desistir.
Queria ver, ao abrir os olhos ao amanhecer o sorriso permanente daquele
(A) que eu amo.
Queria que este só tivesses motivos para ser feliz.
Queria apenas ser-te pas.
E quando estiveres sozinho, que possas se lembrar de mim, e que possa
ser confortado por meu abraço, que tanto quero te dar.
Quando pensares em desistir, que possas se lembrar de mim, pois estarei
contigo a cada pulsar de teu coração, a cada sorriso de uma criança, a
cada nascer do sol, a cada canto dos pássaros.
Enfim, estarei contigo para todo o sempre.
Um texto de minha autoria.

3 comentários:

dorinnha radashy disse...

oi amor. eu amei seu texto, e ele me deu muita força no sábado, muito obrigada por ter postado ele la na lista. um beijo.

Fernanda disse...

Oooooie fia.
Que bom que tu gostou do texto.
Tu sabes bem o pq de eu ter escrito ele.
Que bom que ele te confortou.
Um beijo.
Amo você.

Cassiano disse...

olá linda amiga a qual ainda não ouvi a voz mas que escreve muito bem gostei deste seu testo de sua autoria é muito reconfortante