quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Eu Queria Ser.

EU QUERIA SER
    Eu queria ser a Vida, para fazer nascer os que estão morrendo...
    Eu queria ser o Sol, para fazer brilhar os que não possuem luz...
    Eu queria ser a Luz, para iluminar os que vivem na escuridão...
    Eu queria ser a Chuva, para correr toda a terra, molhar os campos secos e     devastados...
    Eu queria ser as Lágrimas, para fazer chorar os corações insensíveis...
    Eu queria ser a Voz, para fazer falar os que sempre se ocultam...
    Eu queria ser o Canto, para alegrar os que vivem na tristeza...
    Eu queria ser o Luar, para brilhar na noite dos amores incompreendidos...
    Eu queria ser a Flor, para enfeitar os jardins no outono...
    Eu queria ser o Silêncio, para fazer calar as vozes que atordoam o coração do homem...
    Eu queria ser os Sinos, para repicar nos Natais dos que possuem recordação amarga...
    Eu queria ser a Dor, para amargar no peito dos infiéis...
    Eu queria ser o Grito, para gritar a dor dos que sofrem no silêncio...
    Eu queria ser os Olhos, para fazer enxergar os cegos de Verdade...
    Eu queria ser o Sorriso, para encantar os lábios dos amargurados...
    Eu queria ser o Sonho, para colorir o sono dos realistas petrificados...
    Eu queria ser o Amanhecer, para fazer um dia a mais de felicidade sobre a Terra...
    Eu queria ser a Noite, para acalentar os que lutam durante o dia...
    Eu queria ser o Amor, para unir as pessoas. E lhes dizer que sou apenas uma delas...

2 comentários:

dorinnha radashy disse...

a cada texto lido, uma lição aprendida. tô adorando dona escritora, pode continuar. mesmo q eles não sejam de sua altoria, fazem felizes todos aqueles que tem o prazer de lê-los no teu espaço. beijo

Fernanda!!!! disse...

Ooiees fia!
Realmente os textos não são de minha autoria, mais eu fico feliz em saber que você gostou dele.
Um beijão.